sábado, 19 de janeiro de 2008

O que nunca tive...

Procuro nas ruas,
entre os rostos epiléticos
de dor e sofrimento,
espelhos que caracterizem
minha tão singular existência.
Procuro nos olhos cansados
uma luz que ilumine meu caminho.
Procuro nos gestos abomináveis e insanos
uma mão capaz de me guiar.
Procuro a fama que nunca tive.



1 comentário:

Anónimo disse...

Muito interessante site que eu acho rica, agradável e bem organizado!
Honra para mim se você incluí-la no meu
"Multilingual" topliste Panorama

http://everyoneweb.fr/topliste


Melhor continuação!
Sincerrely Yours! Kamdou